Melancia - Marian Keyes

by - junho 29, 2013


TÍTULO: Melancia
SÉRIE: Família Walsh
AUTOR: MARIAN KEYES
EDITORA: BEST-BOLSO
ANO DE LANÇAMENTO: 2009
PÁGINAS: 489
ISBN: 9788577991655

Sinopse:  Foi demais da conta para Claire o dia do nascimento da sua filha. Ao acordar no quarto do hospital depara com o marido olhando-a na cama. Deduzindo tratar-se de algum tipo de sinal de respeito, ela nem suspeita de que ele soltará a notícia da sua iminente separação: “Ouça, Claire, lamento muito, mas encontrei outra pessoa e vou ficar com ela. Desculpe quanto ao bebê e todo o resto, deixar você desse jeito...” Em seguida, dá meia-volta e deixa rapidamente o quarto. De fato, ele sai quase correndo. Com 29 anos, uma filha recém-nascida nos braços e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! Não tendo nada melhor em vista, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; uma mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e um pai à beira de um ataque de nervos. Depois de muitos dias em depressão, bebedeira e choro, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. E começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. É justamente nesse momento que James, seu ex-marido, reaparece, para convence-la a assumir a culpa por te-lo jogado nos braços de outra mulher. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa...(Skoob).


Em "Melancia", nos deparamos com a história de Claire, uma mulher de 29 anos, casada, com um emprego perfeito e uma vida social de causar inveja e agora, grávida. Ela é super descontraída e engraçada, ou seja, o tipo de mulher que ama a vida que tem. Porém, tudo isso cai por terra no dia do nascimento de sua filha. Claire, ainda no hospital, recebe a notícia de que seu marido esta lhe traindo a seis meses com a sua vizinha e, pra piorar ele está a deixando para viver com essa vizinha que até onde Claire sabe, também é casada.

Toda essa reviravolta faz com que Claire não saiba o que fazer com a própria vida. Tudo está muito confuso para ela. Se já não é fácil encarar essa situação sozinha, imaginem o quanto isso se torna complicado já que há uma criaturinha que depende totalmente dos cuidados dos pais. 

Sentindo-se a pior das mulheres, Claire toma uma decisão que pode parecer uma loucura, ela resolve voltar para a Irlanda onde sua família mora para passar um tempo e colocar a cabeça no lugar.

Em meio a muitas lágrimas, depressão e bebedeiras, Claire tenta refazer a vida e se interessa por Adam, um cara boa pinta, inteligente e, claro, supersensível. O problema é que ela acha que Helen - a irmã mais nova e demolidora de corações - está apaixonada, pela primeira vez e justamente por Adam e Claire não quer magoá-la de forma alguma. Pode parecer que a partir daqui o livro fica meio chato, mas não se engane, Marian Keys sabe brincar com esse "drama" familiar de uma forma engraçada e inusitada. Em alguns momentos eu simplesmente não conseguia parar de gargalhar com as atrapalhadas destes três.

Mas, como nem tudo na vida são flores, aliás, em Melancia nada é perfeitinho pelo que já deu pra perceber, não é? E para complicar a situação mais um pouco, James, o ex-marido de Claire, a procura na Irlanda e a acusa de ser a culpada por ele ter ido procurar uma amante. 

Os personagens são bem próximos do nosso convívio, mas no começo da narrativa é possível que você ache a Claire um porre, já que ela vai passar pelo período da depressão até aceitar o fato de que nem sempre as coisas são como imaginamos. A Helen é uma doida varrida, sabe aquelas jovens meio alternativas? É exatamente assim que eu a imaginei.

Já Adam é aquele personagem criado para dar vida a história. Assim que ele aparece, tudo toma um rumo diferente e você efetivamente é fisgado pelo livro. Marian, neste livro, conseguiu me prender em um chick-lit e me fazer desejar mais e mais.

Cada capítulo de Melancia parece um episódio de uma série de comédia, eu juro que morri de rir em diversas situações. Esta é uma leitura leve e descontraída que te fará desejar fazer parte desta loucura toda.

You May Also Like

0 comentários