Sushi - Marian Keyes

by - novembro 23, 2013

TÍTULO: Sushi
SÉRIE: -
AUTOR: Marian Keyes
EDITORA: Best-Bolso
ANO DE LANÇAMENTO: 2010 
PÁGINAS: 558
ISBN: 9788577993147

Sinopse:  "Sushi" é um livro sobre a busca da felicidade. E ensina que, quando você deixa as coisas ferverem sob a superfície por tempo demais, cedo ou tarde elas acabam transbordando. Perspicaz, engraçado e humano, este romance de Marian Keyes consolida sua posição como a mais popular jovem autora da Grã- Bretanha. Lisa Edwards, a durona e sofisticada editora de revistas, acha que sua vida acabou, quando descobre que seu novo emprego "fabuloso" não passa de uma ordem de deportação para a Irlanda, com a missão de lançar a revista Garota. Ashling Kennedy, a editora assistente da Garota, também tem seus problemas. É a Rainha da Ansiedade, e não é de hoje que sente que algo não está cem por cento na sua vida. E não só porque o que lhe sobra são bolsas, falta em cintura e namorado - mas porque, no fundo, no fundo, falta algo mais, como aquele pontinho minúsculo que fica na tela quando a gente desliga a TV à noite. Conhecida como "Princesa", a vida sempre deu a Clodagh tudo que queria (e por que haveria de ser diferente, quando se é a garota mais bonita da turma?). Ao lado de seu príncipe e dois filhinhos encantadores, ela vive um conto de fadas doméstico em seu castelo. Mas então, por que será que nos últimos tempos anda sentindo vontade - e não pela primeira vez - de beijar um sapo? (Abrindo o jogo: de dormir com um sapo). Mais um sucesso de Marian Keyes, que vem divertindo milhares de leitores no mundo todo.(Skoob).

Um best-seller, três mulheres modernas em busca da felicidade somado a muitos altos e baixos e claro, a famosa previsibilidade. Acho que isso define exatamente a simplicidade deste livro.

A editora de revistas Lisa Edwards vê sua vida "fabulosa" desmoronar quando descobre que seu novo trabalho, na verdade, a levará para Dublin com o intuito de lançar a revista Colleen. Ou seja, não há mais convites para os novos lançamentos das grifes, nenhuma página de fofoca a estampará em uma festa repleta de celebridades, nem mesmo há mais brindes chovendo em sua caixa de correio. Somente restou o grande alívio de que seus "amigos" não estarão lá para testemunhar essa desgraça toda. Mas, talvez seu novo chefe, o desgrenhado e mal-humorado Jack Devine, irá salvá-la deste destino que parece ser pior do que o inferno. 

Ashling Kennedy, é a assistente de edição da Colleen. Ash tem seus próprios problemas e acredita fielmente que algo não está certo em seu mundo. Não é só porque ela não tem uma cintura delineada ou porque ela está solteira, ou mesmo porque gasta horrores em compras desnecessárias. É óbvio que tudo está uma bagunça e tudo o que ela queria era ter a vida de Clodagh, sua melhor amiga desde a infância.

Conhecida como "a princesa", a vida sempre ofereceu tudo o que Clodagh desejou (claro que as coisas são sempre fáceis quando se é a garota mais bonita). Ela está vivendo em um conto de fadas, casada com seu príncipe e vivendo em uma enorme casa, quase um castelo, com seus dois bebês encantadores. Mas, como nada é perfeito, ultimamente ela teve alguns impulsos e isso pode desvendar seus segredos.  

Após o resumão sobre cada personagem, devo falar que este livro é ambientado dentro da indústria de editoração da moda e eu estava interessada em conhecer um pouco mais sobre isso, principalmente porque este ramo jornalístico me fascina desde a infância e eu gostaria de ver como funcionam as equipes de uma revista. Foi por conta deste fato que acabei comprando este livro e posso dizer que foi também porque já conhecia a Keyes em Melancia. No entanto, logo nas primeiras páginas a decepção me acorrentou e eu o abandonei, na verdade coloquei ele na "geladeira" por um bom tempo, até ter coragem para terminá-lo.

A história é narrada em terceira pessoa a partir das três personagens principais: Ashling, Lisa e Clodagh. Das três a que eu mais suportei foi a Ashling e toda a sua obsessão  em ajudar aos outros. Mas devo declarar que os personagens masculinos me encantaram mais, eu tive vontade de saber mais sobre eles, de ler uma narrativa sob seus pontos de vista. Bem, acho que definitivamente, chick-lit não é o tipo de leitura ideal para mim, eu não sou muito de gostar de coisas de mulherzinha.

Enfim, embora eu tenha achado o enredo super arrastado, eu sei que tem várias pessoas que amam esta autora e que obviamente, adoram chick-lit. Eu, particularmente, vou dar um tempo com este gênero e talvez um dia eu volte a dar uma chance a ele. Mas, se você busca um livro simples e doce, eu diria que Sushi pode ser altamente recomendado pra você.

Até a próxima!

You May Also Like

2 comentários

  1. Gostei da sua opinião. Adoraria de ler o livro e ver o que acho. Mas como sempre estou cheio de livros para ler e outras coisas pendentes. Mas logo entrarei de férias, então pode ser que eu acabe lendo esse livro!
    Gostei do blog.
    http://cantinhos2livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa parece ótimo, adorei a resenha !
    Amiga conheci seu blog pelo Grupo "União entre blogueiras" ,e amei ja estou seguindo, segue o meu também? ficarei muito feliz, pois uma ajuda a outra né rs,beijos e sucesso!
    Esperando sua visita aqui no Dicas entre Amigas

    By: Le

    ResponderExcluir