Conversando com J. C.

by - janeiro 06, 2016


Agora, exatamente às 00:21, eu estou deitada sentindo uma dor de cabeça um tanto cansativa, insistente e que tem me deixado com tensão muscular há três dias. Dá pra acreditar na má sorte? Estou de férias e não consigo aproveitar nada.

O que me resta mesmo é me lamentar e esperar que o remédio faça efeito ou que J. C. me escute e interfira de algum jeito.

Sim, estou falando de Jesus Cristo e desde que li "Quase uma Rockstar" e "Mosquitolândia", eu O chamo assim. 

O fato é que preciso dormir e a dor não me deixa relaxar, então resolvi conversar com Ele. Só que ao iniciar nosso papo, eu percebi que quase sempre só O procuro quando estou em dificuldades. E digo quase sempre, porque às vezes eu só O chamo pra agradecer mesmo. Coisa que eu queria fazer todos os dias.

Se você está achando um saco esse papo meio religioso, pode parar de ler. Sem ofensas! Eu também não sou lá muito chegada nessa religiosidade exagerada. Mas, sim, eu acredito em Deus e J. C. sempre foi um grande amigo pra mim.

Sabe aqueles momentos em que só queremos mesmo desabafar com alguém? É a Ele que eu procuro. E juro que é bem legal!

Então, se você nunca experimentou ser mais próxima Dele ou até mesmo de alguém em quem você confia muito, eu acho que você está perdendo uma ótima oportunidade. Nada é mais gratificante do que ter alguém pra conversar a qualquer hora do dia ou da noite. Eu sou muito grata por ter descoberto isto bem cedinho. Tente você também!

J. C., obrigada por tudo, cara! 



You May Also Like

0 comentários