Curtas de animação do Oscar 2018

by - janeiro 24, 2018


Dear Basketball (Querido Basquetebol) é um curta inspirado na carta de despedida do jogador de basquete e ídolo dos Lakers, Kobe Bryant. É uma animação bem simples, com traços e cores bem sutis e inspiradores. Em menos de quatro minutos, Bryant narra o seu amor pelo esporte que o fez chegar ao topo e ser conhecido mundialmente. Em um dos momentos ele diz que o basquete o chamou e nós só podemos agradecer por ele ter escutado esse chamado.


Garden Party (Festa no jardim) é uma animação francesa realizada por estudantes da escola de computação gráfica Mopa e conta a história de uma rã e um sapo que invadem uma mansão abandonada e causam uma pequena confusão. O final desta animação é surpreendente e a Academia deve ter ficado tão chocada quanto eu hahahaha. Os idealizadores estão de parabéns, as imagens são tão perfeitas que parecem reais. Assista aqui!


Lou que, com certeza, é meu queridinho do momento, é um curta da Disney e sua história gira em torno de um garotinho que pratica bullying e uma criatura misteriosa que vive dentro da caixa de achados e perdidos (no inglês: Lost and Found). É uma história super simples, mágica e que deixa um recado cheio de amor.


Negative Space (Espaço negativo) também é francês e é todo realizado em stop motion. O curta traz como enredo o relacionamento entre pai e filho, que têm como maior elo um hábito específico: a arte de arrumar malas para viagens de trabalho. Infelizmente, este foi o único que não encontrei para assistir, mas pelo trailer, parece ser uma história encantadora.


Revolting Rhymes (Rimas Revoltantes) é um curta dividido em duas partes e que foi produzido para a TV pelo canal BBC do Reino Unido. Ele é uma adaptação de um livro do Roald Dahl de mesmo nome e conta uma versão bem diferente das histórias da Branca de Neve e da Chapeuzinho Vermelho. Aqui, as garotas são amigas desde a infância e enquanto a Branca de Neve tornou-se a mais bela, enfurecendo a Rainha Má, Chapeuzinho Vermelho torna-se caçadora de lobos. Revolting Rhymes tem todo um toque mais sombrio, porém é super divertido e vale a pena ser visto.

You May Also Like

0 comentários